Máscara

Falta de equipamentos obriga médicos de centro de saúde de Lisboa a reutilizar e comprar o seu próprio material

O Sindicato dos Médicos da Zona Sul (SMZS) teve conhecimento que um centro de saúde, localizado no centro de Lisboa, continua com falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

 

Apesar dos vários pedidos feitos pelos profissionais de saúde, este centro de saúde apenas dispõe de 25 máscaras cirúrgicas, desde o início do ano, e de algumas máscaras FFP2, fora da validade.

Perante a ausência de equipamento, os profissionais reutilizam as máscaras, sem quaisquer condições de segurança, e tomaram a iniciativa de comprar o seu próprio material.

Além de carência de equipamentos, o centro de saúde em questão debate-se também com falta de recursos humanos. Durante 15 dias, o centro de saúde esteve sem um auxiliar de ação médica, o que comprometeu a esterilização de material, mais uma vez pondo em causa a segurança de utentes e profissionais.

O SMZS condena veementemente a atitude irresponsável por parte do Diretor Executivo do ACES Lisboa-Norte, que revela uma clara incapacidade em organizar a resposta à pandemia Covid-19, pondo em risco a saúde dos doentes e dos seus médicos.

A Direção do SMZS

© 2018 Sindicato dos Médicos da Zona Sul